domingo, novembro 28, 2021
Início Economia Saiba como fazer repelentes naturais para a produção de frutas e hortaliças

Saiba como fazer repelentes naturais para a produção de frutas e hortaliças

Receitas da Emater ajudam quem quer produzir esses alimentos sem o uso de inseticidas. Saiba como fazer repelentes naturais para a produção de frutas e hortaliças
O Globo Rural deste domingo (14) mostrou como produzir frutas e hortaliças sem utilizar inseticidas.
Para ajudar os agricultores, a pesquisadora Taís Enga, da Emater de Goiás, separou algumas receitas. Confira:
Extrato de folha de Neem
Indicação: pulgões e cochonilhas.
Ingredientes:
60 g de folhas de neem moídas e secas;
1 litro de água.
Preparo: deixar em repouso durante 8 horas para liberação da substância. Filtrar o extrato em um pano fino para evitar entupimento do bico do pulverizador. Depois de pronto, o extrato deverá ter uso imediato.
Extrato de fumo
Indicação: pulgões e cochonilhas.
Ingredientes:
300 gramas de fumo picado
500 ml de álcool
500 ml de água
Frasco escuro – pode usar garrafa pet revestida com papel alumínio.
Preparo: coloque primeiro o fumo na garrafa, adicione água para hidratar. Misture. Adicione o álcool, tampe e deixe em repouso por pelo menos dois dias (ideal 7 dias).
Agite a garrafa sempre que possível. Quando for usar, filtrar a quantidade necessária do extrato em uma peneira coberta com tecido de algodão, evitando que passe fragmentos maiores (podem entupir o bico do borrifador).
Utilizar a proporção de 1 medida do extrato em 10 medidas de água. Aplicar com auxílio de um borrifador, 3 vezes por semana nas plantas atacadas.
O extrato pode ser armazenado por até 6 meses, em temperatura ambiente.
Extrato de Pimenta Malagueta
Indicação: pulgões, cochonilhas, lagartas, trips, minadora, vaquinha e grilo.
Ingredientes:
80-100 gramas de pimenta malagueta;
1 litro de álcool;
Frasco escuro – pode usar garrafa PET revestida com papel alumínio.
Preparo: coloque as pimentas picadas na garrafa PET e adicione o álcool. Tampar e deixar em repouso por um período de cinco a sete dias, em temperatura ambiente. Agite o frasco sempre que possível.
Quando for utilizar, filtrar o extrato em uma peneira coberta com tecido de algodão, evitando que passe fragmentos maiores.
Utilizar a proporção de 1 medida do extrato em 10 de água. Aplicar com auxílio de um borrifador, 2-3 pulverizações em intervalos de 3 dias.
Uso de óleo de Nim (Neem)
Pode ser obtido em casas agropecuárias, supermercados, floriculturas, etc. A aplicação e dose de ser a recomendada pelo fabricante. Hoje existem diversas marcas e preço.
Outros produtos
As caldas de fumo e pimenta malagueta podem ser utilizados em mistura, em proporções iguais. Sua aplicação deve ser realizada nas horas mais frescas do dia, sendo realizada de 2 a 3 aplicações por semana (dependendo a incidência da praga).
Cuidados
Mesmo sendo produtos naturais, deve-se estar atento aos seguintes cuidados:
Não abuse das receitas alternativas, elas podem perder seu efeito pelo uso indiscriminado;
Manter fora do alcance das crianças e animais.

- Advertisment -

Nordeste sustenta abastecimento de eletricidade no País

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Geração dos ventos torna-se aliada contra a crise de energia do...

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Fonte eólica ganha confiança do mercado e torna-se aliada fundamental para...

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Energia eólica contribui para mitigar impactos da crise energética no Brasil

São Paulo, setembro de 2021 – A boa safra de ventos deste ano tem sido uma aliada importante para o Brasil enfrentar a severa crise...

Nordeste sustenta abastecimento de eletricidade no País

São Paulo, setembro de 2021 – A boa safra de ventos deste ano tem sido uma aliada importante para o Brasil enfrentar a severa crise...