quarta-feira, dezembro 1, 2021
Início Economia Pantanal, bioma mais preservado até 2018, perdeu ao menos 10 vezes mais...

Pantanal, bioma mais preservado até 2018, perdeu ao menos 10 vezes mais área em 2020 que em 18 anos


Entre 2000 e 2018, IBGE estimou em 2,1 mil km² a área devastada no Pantanal. Já em 2020, pesquisadores estimam a perda de pelo menos 23 mil km² consumidos pelo fogo. Área queimada no pantanal em 2020 supera em 10 vezes o que foi devastado na região entre os anos de 2000 e 2018
Chico Ribeiro/ Governo de MS
Os incêndios que atingem o Pantanal já consumiram, pelo menos, dez vezes mais área de vegetação que em 18 anos de devastamento. É o que indicam dados divulgados nesta quinta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
De acordo com o levantamento, entre 2000 e 2018, o Pantanal perdeu cerca de 2,1 mil km² de área nativa. Já em 2020, conforme os dados mais recentes divulgados por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas do Pantanal (INPP) e da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o bioma já viu cerca de 23 mil km² serem consumidos pelas chamas.
Brasil perdeu 8,3% da vegetação natural em 18 anos; 42% virou pasto e 19%, plantação, diz IBGE
Pantanal tem maior número mensal de focos de incêndios na história
Pantanal deve levar pelo menos 5 anos sem queimadas para se recuperar, diz pesquisador
Pantanal já perdeu 10 vezes mais área natural consumida pelo fogo que em 18 anos de devastações
Economia/G1
Até 2018, o Pantanal era o bioma mais preservado no país. A área devastada no período analisado pelo IBGE correspondeu a apenas 1,6% de sua vegetação nativa. Já a área devastada pelos incêndios em 2020 já representa aproximadamente 17,4% da vegetação remanescente dois anos antes, estimada pelo IBGE em cerca de 133 mil km².
Proporcionalmente, pampa é o bioma mais devastado, enquanto o pantanal é o mais preservado
Economia/G1
O Pantanal é uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta e é protegido internacionalmente pela Convenção de Ramsar, do qual o Brasil é signatário. Ele foi o bioma mais preservado no período analisado pelo IBGE.
Segundo o levantamento, a área úmida do bioma se manteve estável ao longo do tempo, “mas suas transformações são dinâmicas”. De toda a área perdida nos 18 anos de análise, 59,9% foi convertida em pastagens.
“É uma conversão típica do bioma: o pasto nativo vai sendo substituído por uma pastagem com inserção de técnicas e tecnologias agropecuárias”, afirma Maria Luisa, que explica que a pesquisa não mapeia qual a característica desta ação humana, como por exemplo, a aplicação de queimadas”, apontou a gerente de Contas e Estatísticas Ambientais do IBGE, Maria Luisa Pimenta.
O IBGE destacou que, embora tenha sido o bioma mais preservado entre 2000 e 2018, o Pantanal foi o que sofreu as alterações as mais intensas mudanças de sua vegetação, seguido pelo Pampa.
Embora tenha sido o bioma mais preservado entre 2000 e 2018, o Pantanal é o que sofreu alterações mais severas segundo o IBGE
Reprodução/IBGE

- Advertisment -

Nordeste sustenta abastecimento de eletricidade no País

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Geração dos ventos torna-se aliada contra a crise de energia do...

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Fonte eólica ganha confiança do mercado e torna-se aliada fundamental para...

A previsão é que a eletricidade gerada pela força dos ventos alcance cerca de 20% de abastecimento da demanda no segundo semestre de 2021 São...

Energia eólica contribui para mitigar impactos da crise energética no Brasil

São Paulo, setembro de 2021 – A boa safra de ventos deste ano tem sido uma aliada importante para o Brasil enfrentar a severa crise...

Nordeste sustenta abastecimento de eletricidade no País

São Paulo, setembro de 2021 – A boa safra de ventos deste ano tem sido uma aliada importante para o Brasil enfrentar a severa crise...